No histórico 3 a 0 contra o Liverpool, em Anfield, a Atalanta contou com uno inspirado Gianluca Scamacca e ele voltou a surgir nesta quinta-feira (2) pela ida das semifinais da Amálgama Europa. Vanguarda ao Olympique de Marseille no Velódrome, o centroavante abriu o placar aos 10 do avante período, em jogada que ele mesmo começou com uma casquinha. No entanto, os donos da mansão empataram então após e, melhores no segundo período, até mereceram reverter. Nunca conseguiram, e o placar ficou no 1 a 1.

A rotação que definirá uno dos finalistas da segunda competição mais principal da Europa acontece já na próxima fazenda, dia 9 de maio, no Arena Atleti Azzurri d’Italia, em Bérgamo. Uma vez que nunca há gol salvo, algum empate leva a saída para a dilação e, se insistir a paridade, pênaltis. Se qualquer renque empalmar, avança e enfrenta Bayer Leverkusen (em excelência de dois gols) ou Roma na despacho, disputada no dia 22 na Dublin Estádio.

Uma vez que aconteceram os gols na semifinal da Amálgama Europa?

Os dois gols do jogo foram uno exemplo de uma vez que brindar superfície ao contendor é mortífero no futebol hodierno. Em seguida toque do brasílio Ederson, Teun Koopmeiners estava quase que sozinho na aproximação da dimensão, entre a traço de resguardo e de via. Ele acionou Scamacca, que anexo da dimensão dominou e ajeitou o corpo para chutar cruzado. Menos de 10 minutos após, aos 19, o Marseille cobrou escanteio lacónico, Geoffrey Kondogbia tocou para Chancel Mbemba. De salvo da dimensão, o zagueiro nunca foi envergonhado e bateu disposto, vendo a esfera arruinar na trave antes de entrar.

Estabilidade fronteira 1º período de Marseille e Atalanta

Os 45 minutos iniciais foram extremamente equilibrados. Nenhum dos lados teve uno autoridade bem mira ou infindável. O controle alternou. Para sacar o placar, a Atalanta vinha em instante de pouca monopólio de esfera e encontrou a chance desde uno lançamento do goleiro. O empate dos franceses saí em instante de pressão, que o Marseille já quase tinha marcado em intercepção do brasílio Luís Henrique, no qual Juan Musso saiu doença do gol e Kolasinac afastou antes de Ismaïla Sarr pudesse repercutir.

Os gols baixaram o compasso da saída. Ambos os lados tinham espaços para efectuar a partida de esfera, todavia nunca encontravam o mesmo tramite quando avançavam no plaino. Até que aos 41 minutos, o bombeiro Pierre Emery Aubameyang teve a esfera do jogo. Em contra-ataque rápido, Amine Harit colocou o gabonês na rosto do gol, onde finalizou por plebeu de Musso, isolado que a esfera foi para salvo.

Olympique domina e fica no pormenor de limitar

Já nos primeiros movimentos vimos uno Marseille melhor e mais intensivo no jogo. Contra-atacava com muita rapidez e encontrava espaços, todavia faltava alguma coisa mais que pudesse inquietar realmente Musso. Em tal grau que a melhor chance francesa foi uma batida de salvo de Azzedine Ounahi que explodiu no travessão. A equipe francesa até virou com Sarr em seguida o goleiro excarcerar uma cabeçada de Aubameyang no calcante do senagalês. Mas, no brecha da jogada, Luís Henrique estava retido antes de efectuar o erecção na dimensão.

A Atalanta nunca fez bem na lanço final. Aos 44, teve gigante chance em contra-ataque em que Aleksei Miranchuk carregou por anexo com bem superfície e finalizou à dextra do gol. A esfera passou bem perto. Foram exclusivamente mais dois de acréscimos e acabou empatado.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *