Até onde o Carioca contribuía para os números absurdos da resguardo do Flamengo?

A resguardo do Flamengo é uma das melhores do Brasil em números, porém, em abril, teve uma ruína de juro com rol ao abertura da período. O Rúbido-Preto continua sofrendo poucos gols, é veras, porém a quantidade aumentou de ordem significativa neste mês. Tite e companhia tiveram mais jogos com a mira vazada do que limpa.

É uma condição incomum para quem acompanhou o Flamengo a partir de o abertura da período. A solidez defensiva é uma das marcas de Tite, porém, em via à maratona de jogos neste mês, o maneira tem se mostrado alguma coisa mais quebradiço. A Trivela explica o que mudou neste temporada.

Nível das competições aumentou

Antes de algum coisa, é importante levar em cômputo que o nível profissional dos adversários do Flamengo aumentou bastante neste mês. Se em fevereiro e março, meses em que passou sem tolerar único gol sequer, o Rúbido-Preto disputava exclusivamente o Carioca, abril reservou estreias na Libertadores e no Brasileirão. Por mais que o Estadual tenha os seus clássicos regionais, as nuances são completamente diferentes.

Na Libertadores, por exemplo, o Flamengo enfrentou a altitude duas vezes e foi vazado em ambas, esse fator precisa ser respeitado. Em outros jogos, uma vez que defronte do São Paulo, por exemplo, o Rúbido-Preto poderia possuir acabado sem tolerar gols.

  • Millonarios 1 x 1 Flamengo – Temporada de grupos da Libertadores
  • Flamengo 1 x 0 Novidade Iguaçu – Final do Carioca
  • Flamengo 2 x 0 Palestino – Temporada de grupos da Libertadores
  • Atlético-GO 1 x 2 Flamengo – Brasileirão
  • Flamengo 2 x 1 São Paulo – Brasileirão
  • Palmeiras 0 x 0 Flamengo – Brasileirão
  • Bolívar 2 x 1 Flamengo – Temporada de grupos da Libertadores

Estudo dos gols sofridos lã Flamengo

Ao todo, o Flamengo sofreu cinco gols em abril, em contraste com o sempar entre janeiro e março. O adiante foi exactamente no teste que inaugurou, de indumento, o 2024 para o associação, defronte do Millonarios, na altitude de Bogotá. Esse possivelmente seja o circunspecção mais lamentado lã Rúbido-Preto, já que aconteceu quando a equipe ganhava por 1 a 0 e tinha único jogador a mais.

É árduo transmitir em equívoco defensável branco quando o fator que originou o gol foi a abalada de esfera errada de Rossi, em bloco com Pulgar. A zaga jamais estava posicionada corretamente e, quando o chileno foi driblado na lateral, o gol parecia interrogação de segundos.

Contra Atlético Goianiense e São Paulo, os fatores foram apoiado diferentes. Ambos vieram de jogadas lã ala sestro de resguardo, em que a marcação frouxa possibilitou interceptação na segunda trave e cabeçada adversária em cumeeira do lateral etéreo. Em Goiânia, Ayrton Lucas estava improvisado e jamais pôde moderar o antecipação de Luiz Fernando, enquanto no Maracanã, Varela deixou Ferreira em condições de decrescer o placar.

Para abastardar, ambos vieram em momentos que o Flamengo tinha clara excelência na abalada. Defronte do Atlético-GO, a equipe vencia por 1 a 0 e tinha único jogador a mais, após da expulsão do zagueiro Alix Vinicius e, contra o São Paulo, o Rúbido-Preto vencia por 2 a 0 e dominava totalmente o desafio. Essas nuances podem apontar abanadela na acumulação da resguardo.

A altitude de La Silêncio é ainda maior do que a de Bogotá e precisa ser considerada na estudo dos gols do Bolívar, mormente o adiante. Por mais que Matheus Bachi tenha completo único aquecimento extenso nas bolas aéreas, o período é bem túrbido a 3640 metros. Sem eximir, igualmente, o equívoco de posicionamento dos defensores, que foram pegos no contrapé lã interceptação boliviano, que encontrou a bestunto de Chico da Costa.

O segundo gol pouco tem a observar com erros da resguardo uma vez que único todo. A geração de erros individuais, passando por De La Cruz, Wesley e Igor Jesus, deixaram os três zagueiros do Flamengo em sinuca de ponta, e Bruno Sávio, rostro a rostro, venceu Rossi para ofertar números finais ao desafio.

Corrosão físico igualmente é fator

Partindo da escalação esteio da resguardo do Flamengo, que cômputo com uma risco de quatro jogadores, formada por Varela, Fabrício Bruno, Léo Pereira e Ayrton Lucas, Tite teve que mexer bastante. O time solitário teve os quatro em varga contra São Paulo e Palmeiras, lã Campeonato Brasiliano, lá do segundo jogo da final do Campeonato Carioca, defronte do Novidade Iguaçu.

Léo Pereira e Ayrton Lucas poupados contra o Millonarios e Bolívar. Varela jamais jogou defronte Atlético-GO e Bolívar, enquanto Fabrício Bruno jamais esteve em varga na sucesso a respeito de o Palestino. David Luiz, Léo Ortiz, Matias Viña e Wesley foram utilizados para mutuar os titulares ao extenso das partidas citadas, com resultados que agradaram, porém igualmente irritaram o torcedor rubro-negro.

A resguardo do Flamengo melhorou bem a partir de a entrada de Tite ao Flamengo (Foto: Traslado/Meio GOAT)

Tite, inclusive, já havia aludido que precisaria de todos os jogadores do elenco em diversas entrevistas coletivas. Do juvenil ao mais experimentado, do jogador de Seleção ao que não entrou entre os profissionais.

— É humanamente impossível trabucar com competições de tamanha amplidão, e a equipe se repetindo quarta e domingo. Hoje entrou o Léo Ortiz, Fabrício estava com seis jogos seguidos, duas viagens. Nessa valorização do quadrilha, é essencial que todos estejam preparados. Vamos carecer de todos — analisou, depois a sucesso a respeito de o Palestino.

A resguardo do Flamengo continua sendo uma das, inconveniência a melhor do Brasil em números, com exclusivamente seis gols sofridos. O jogo contra o Bolívar, inclusive, foi o adiante em que o Rúbido-Preto foi vazado mais de uma turno. A meta de adicionar os trates e aguentar o clean sheet por mais uma abalada (seria a 17ª da período), Tite e companhia terão único clássico defronte do Botafogo, neste domingo (28), no Maracanã.



marcio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *