Nesta quarta-feira (15), a Juventus venceu a Atalanta por 1 a 0, no Redondel Olímpico de Roma, e conquistou o epígrafe da Despensa da Itália. Depois uma tempo decepcionante, os Bianconeri podem se orgulhar com o 15º epígrafe do certame. Já La Dea bateu na trave mais uma turno, com outro vice em sua narrativa. Actualmente, resta a brocardo da Fusão Europa, contra o Bayer Leverkusen – que ainda jamais perdeu em 2023/24 -, na próxima quarta-feira (22), na Dublin Redondel.

E se teve uma coisa que jamais faltou na brocardo da Coppa Italia, foi terremoto. A Atalanta praticou seu futebol hostil, marco registrada de Gian Piero Gasperini. A Juventus apostou em sua boa resguardo, uma especialidade de Massimiliano Allegri. Por mais que La Dea tenha lutado bravamente, foi a Juve que ficou no local mais cimalha do pódio – bem graças a Vlahovic e sua boa marcação.

Com sua supremacia na Despensa da Itália, a Juventus salvou sua tempo pífia, que começou promissora, brigando lã epígrafe da Serie A. Solitário que tudo desandou na metade final de 2023/24, com uno acanhado 4º local. A Atalanta jamais conseguiu retrucar a finalíssima de 2020/21, quando a Decrépita Dama igualmente foi campeã. Com exclusivamente uma taça em toda sua narrativa, La Dea espera ser mais fausto na Europa League.

Porquê foi Juventus x Atalanta pela final da Despensa da Itália?

Em procura de entrar para a narrativa, a Atalanta jamais renunciou aos seus rudimentos: tentou controlar a cartel e, quando estava sem a esfera, partia para uma marcação no vargem da Juventus. Entrementes, quem acabou abrindo o placar foram os Bianconeri, que provaram que, por mais que jamais vivem uno humano instante, continuam gigantes no futebol italiano. E o privativo gol contra La Dea mostra isso.

Em uma rápida mudança de passes no ducto, Cambiasso enfiou uno bolão para Vlahovic, que se desgarrou bravo da resguardo da Atalanta e partiu em disparada em direção à largo superfície. Mesmo pressionado lã protector competidor, o centroavante da Juventus mostrou muita orientação e jogo de corpo para jogar a esfera no fundo da rede. Dali para dianteira, La Dea continuou impondo seu jogo contra a Juve.

A Atalanta jamais se apavorou com a desvantagem faccioso na final da Despensa da Itália e seguiu povoando seu vargem de abuso. O problema é que a Juventus deu uma lição de uma vez que montar uma verdadeira parede diante de seu gol. Isso socorro e leccionar porque La Dea praticamente jamais teve nenhuma chance de transe. A Decrépita Dama, por sua turno, jogou com bastante tentativa para ir para os vestiários com silêncio.

Haja coração

Para o 2º temporada, a dinâmica foi algo modificado. Precisando do produto, a Atalanta passou a realizar aquilo que pecou na primeira metade da final da Coppa Italia: malparar finalizações. Foi nesse instante que a Juventus começou a levar alguns sustos ali detrás, com finalizações de excepto da superfície e cruzamentos com cabeceios telegrafados. La Dea passou a achar os espaços deixados pelos Bianconeri.

A Atalanta passou a bombardear a marcação da Juventus, que apostava em transições ofensivas rápidas para tentar trucidar a abalada. Em tal grau que esse foi o guia de mais uno gol de Vlahovic, que recebeu uno venusto intercepção de Cambiasso para toscanejar para o fundo da rede. Mas, para o refrigério de La Dea, o assaltante da Juve estava detido na hora do passe, cuja supressão deixou a final da Despensa da Itália mais oportunidade do que jamais.

Na esperança do empate, a Atalanta partiu para o tudo ou zero, e a Juventus passou a recrear com a orientação. Avante Lookman acertou a trave em uno venusto pontapé da aproximação da superfície. Na sequência, foi a turno de Meretti determinar uma explosivo no travessão uma vez que resposta. Solitário que jamais dava temporada para mais zero. A Decrépita Dama papou mais uno epígrafe, enquanto La Dea amargou mais uno vice.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *