Luis Zubeldía serpente seus jogadores para ser intensos até mesmo durante os exercícios de aquecimento minutos antes das partidas. A grau — singular dos termos mais populares e repetidos no futebol atual — é uma fronteira registrada dos negócios do treinador bem antes de ele eclodir ao São Paulo. E ninguém no junta traduz em tal grau muito esta propriedade em plaino do que Alisson.

O ex-atacante desarranjado em volante por Dorival Júnior em 2023 encantou o perito patagão a começar de o adiante contato que ambos tiveram. Demonstração disso é que Zubeldía já derramou elogios ao jogador, hoje seu titular integral e menção para realizar a sua equipe jogar.

— Para mim, Alisson fez uma abalada extraordinária. Isso auxílio bem. Esse nível auxílio bem que Bobadilla igualmente jogue mais cômodo. O nível do Alisson é bem cumeeira. E isso é bem-vindo. As grandes equipes têm que haver grandes volantes — disse o treinador, em entrevista coletiva em seguida o empate em 0 a 0 com o Palmeiras, no MorumBIS.

Os números de Alisson a começar de a acesso de Zubeldía nunca deixam dúvidas de porquê ele é obrigatório para o benigno funcionamento da equipe. Se o São Paulo hoje está invicto há seis jogos — cinco, debaixo de o comando do atual treinador — é bem graças ao volante. Nas cinco partidas debaixo de o comando do patagão, ele é “unicamente” o líder do Tricolor em cinco quesitos: ações com a esfera, passes certos, bolas longas certas, bolas recuperadas e interceptações. De quebra, aparece em segundo sítio no algarismo de ações defensivas, igual números do Sofascore.

Uma vez que Dorival transformou Alisson em volante

Claro de críticas e suspicácia da rastilho praticamente a começar de chegou ao São Paulo, em 2022, o meio-campista chegou a suportar com singular tela de humilhação no exórdio de 2023. Alisson teve séquito psicológico com profissionais do junta e voltou a atuar ainda debaixo de o comando de Rogério Ceni. Contudo ele se reinventou — ou foi reinventado — debaixo de o comando de Dorival Júnior. De extrema pela dextra, virou volante com o hoje treinador da Seleção. E ao levar sua combatividade para singular setor mais recuado do plaino, se tornou peça-chave e varão de crédito do perito — porquê é igualmente com Zubeldía.

A reinvenção de Alisson começou com uma cavaco reservada e sincera om o ajudar perito Lucas Silvestre. No papo, o jogador admitiu que tinha dificuldades de atuar velo flanco recta do plaino. É a mesma cargo em que jogou por anos velo Grêmio, Contudo as sutilezas da equipe o deixavam desconfortável em plaino.

— Tive cavaco com o Lucas (Silvestre), ajudar, dizendo que tinha complicação de jogar pela dextra, onde joguei quatro anos no Grêmio, contudo de configuração mudado. Deixei muito descerrado, falei que tinha jogadores que poderiam realizar melhor a cargo. Ele me deixou muito à arbítrio — contou Alisson ainda no ano pretérito.

Para aprimorar o posicionamento e os movimentos necessários da novidade cargo, Alisson transformou alguns colegas de elenco em professores. Pablo Maia costumava terçar orientações ao meio-campista, que virou seu sócio inseparável de meio-campo. O lateral-direito Rafinha, com anos de Europa, igualmente deu conselhos ao jogador de 30 anos ao comprido da última tempo.

Defronte da falta de Pablo maia, lesionado, Alisson virou ainda mais uma menção no meio-campo. Zubeldía confia tal maneira nele, que entende que o volante faz os ademais jogadores crescerem anexo de plaino.

Os próximos três jogos do São Paulo

  • São Paulo x Fluminense — Brasileirão — segunda-feira, 13 de maio, às 19h (horário de Brasília) — Transmissão: Premiere (TV por assinatura)
  • São Paulo x Barcelona-EQU — Libertadores — quinta-feira, 16 de maio, às 21h (horário de Brasília) — Transmissão: ESPN (TV fechada) e Star + (streaming)
  • São Paulo x Cruzeiro — Brasileirão — segunda-feira, 20 de maio, às 20h (horário de Brasília) — Transmissão: SporTV (TV fechada) e Premiere (TV por assinatura)



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *