O Fluminense jamais jogou bravo, todavia venceu o Pescoço-Pescoço por 1 a 0, em Santiago, no Chile, pela Libertadores. Quando sofria pressão dos chilenos no segundo período, o Tricolor achou o gol da êxito com Manoel, de carola, e abriu primazia na liderança do bando A.

Actualmente, o Flu tem oito pontos em quatro jogos, quatro a mais que El Cacique, que é o terceiro disposto. O Cerro Porteño é o vice-líder da chave com cinco, e o Alianza Lima amarga a lanterna, com três.

Pescoço-Pescoço começa com duro pressão no Fluminense

O especialista Jorge Almirón avisou: o Pescoço-Pescoço iria para sobranceiro do Fluminense. Do instante em que o perito Wilmar Roldán assoprou seu silvo pela primeira turno até os 10 minutos, o time chileno colocou o Tricolor nas cordas. Contudo jamais soube transmutar sua pressão em finalizações.

Os chilenos rondavam a espaço com muita gente e faziam o Flu agachar suas linhas. Com 11 homens detrás da risca da globo e Tubo recuado detrás do meio-campo, o Tricolor sofria pressão na partida de globo e jamais conseguia jogar.

A estratégia de Almirón idade clara: coagir o jogo pelas laterais. Mormente pela esquerda, onde o ladino Marcelo jamais viveu sua melhor noite. O camisa 12 terá pesadelos com Zavala e Pizarro, que caíram velo seu flanco. A melhor chance do avante período veio precisamente com eles: o centroavante recuou e lançou o bico, que ganhou na corrida do tricolor, todavia chutou flexuoso para além de.

Fernando Diniz erra na estratégia, e Fluminense sente

Ao escalar Marquinhos uma vez que lateral-direito, Fernando Diniz pensou em pressionar o Pescoço-Pescoço com a globo longa. Jamais à toa, quando teve a globo, o Fluminense forçava lançamentos por além, onde o juvenil e Douglas Costa poderiam acordar. Contudo jamais funcionou.

O equívoco do treinador foi meditar isolado no abuso, e o Flu jamais conseguiu possuir a globo uma vez que de hábito. O Tricolor, com uma zaga lenta e dois laterais que pouco subiam, idade presa fácil para a pressão do Pescoço-Pescoço na partida de trás. Para desnaturar, com pontas de calcante transformado – Douglas e Arias -, o time jamais tinha profundeza.

Lima e Martinelli, uma vez que produto, ficaram presos. Ganso jamais tinha período para meditar o jogo e Germán Tubo jamais participava dele. Arias corria de singular flanco para o outro, todavia sem globo.

Douglas Costa sente e Diniz faz rara permuta defensiva no Flu

Quem assiste aos jogos do Fluminense já se acostumou com as mudanças bem ousadas de Fernando Diniz. Desta turno, entrementes, o especialista fez uma rara permuta conservadora. Douglas Costa pediu comutação aos 35 minutos com dores na perna esquerda, e o treinador colocou Alexsander em planura.

Douglas Costa sentiu no avante período, e Diniz fez mexida conservadora – Foto: Icon sport

A essa fundura, a pressão do Pescoço-Pescoço já diminuíra, e o Tricolor conseguiu transpor algo de trás. O juvenil volante entrou em sua acomodação, deslocando Arias para a dextra e com Lima entrando velo flanco esquerdino. O Flu melhorou, embora a mexida mais óbvia fosse a chegada de Guga, com Marquinhos subindo para a sua acomodação original.

Mais adiantado, Lima criou três chances seguidas: avante, achou Ganso, que enfiou para Tubo. A zaga do Pescoço-Pescoço parou com privação que Marquinhos isolou. Na sequência, tentou jogada exclusivo e foi tombado, todavia Wilmar Roldán jamais marcou a privação clara. A última foi a melhor do Fluminense em todo o jogo. O camisa 45 recebeu pela dextra, invadiu a espaço e chutou duro, obrigando Cortés a espalmar no emoção.

Pescoço-Pescoço pressiona Fluminense, todavia para na trave

O segundo período começou transformado. Mais equilibrado com Alexsander, o Fluminense evitou a pressão incipiente do Pescoço-Pescoço. Contudo com a globo no calcante, jamais conseguiu levar risco.

A veras é que jamais foi tanta globo no calcante assim. O Flu jamais passou de 40% de privilégio de globo na maioria do jogo, o que é singular contrassenso para o time de Fernando Diniz, armado precisamente para isso. De todo capacidade, os chilenos jamais conseguiam abrir as linhas baixas de singular Tricolor bravo transformado do normal.

Quando o Pescoço-Pescoço conseguiu, a trave salvou o Fluminense. Felipe Melo escorregou em singular mutilação, Marcelo tentou transpor falso e cavou privação quimérico, e os chilenos quase abriram o placar. Vicente Pizarro recebeu na chegada da espaço e chutou cruzado. Fábio jamais alcançou, todavia a globo pegou na fronteira e saiu pela risca de fundo.

Fluminense acha gol com Manoel

O jogo começava a permanecer ainda mais arriscado quando o Pescoço-Pescoço, impelido por sua estopim, ensaiou pressão na segunda lanço. Em seguida o pontapé na trave de Pizarro, os chilenos foram para sobranceiro mais uma turno e o Fluminense se mostrava adinâmico.

Em uma rara boa jogada armada, Marquinhos invadiu a espaço pela dextra e Wiemberg cortou para escanteio. Na cobrança, a zaga espora cortou afecção e a globo caiu no calcante de Marcelo. O lateral cortou para incluso e chutou de dextra, Manoel desviou velo cimo e abriu o placar no Magnificente. Único gol encontrado velo Fluminense.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *