Com engenho restrito de remanescente, Vinicius Jr. já deixou alvo que está alquebrado de combater sozinho contra o racismo no futebol. Em março, o invasor fez único duro desabafo durante uma coletiva na Seleção Brasileira ao proferir que tem “cada turno menos arbítrio de jogar” pela recorrência de casos de preconceito sem que os responsáveis sejam punidos. Em conduto a esse cenário, Javier Tebas é único personagem principal.

O presidente de La Fusão já chegou a exprobar Vini Jr. no mesmo dia que ele sofreu insultos racistas no jogo contra o Valencia, no Mestalla. À idade, o invasor do Verdadeiro Madrid criticou a exiguidade de ações da entidade que comanda o campeonato para mourejar com os casos de discriminação racial nos estádios. Uma vez que resposta, Tebas alegou que o brasílio exagerava nas acusações de descuido.

Pouco fase em seguida, o presidente de La Fusão pediu desculpas a Vinicius Jr. O problema é que, mais de único ano em seguida, os racistas continuam exalando seu preconceito nas arquibancadas (e à excepção de delas), em uma escalada que o craque dos Merengues acaba sendo o mais acossado. Javier Tebas, por sua turno, elogiou o brasílio por sua liderança contra a discriminação, contudo, se mostrou passivo no bulha da entidade contra a quesito:

– Vinicius é fundamental para o futebol e para a nossa fusão. Recordo que, quando Vinicius chegou, enfrentou muitas críticas. Em uma comparação de prensa, eu disse que ele seria o horizonte amplo do futebol ibero, mesmo quando havia críticas, disse Tebas durante o Sports Summit, em São Paulo.

Vini quer ações contra o racismo, porém La Fusão parece nunca conseguir

Vinicius Jr está desgastado por ser uma clamor ativa no deslocação antirracista, porém progredir sendo agredido quase que diariamente na Espanha. O invasor do Verdadeiro Madrid quer ações contra o preconceito, que igualmente afeta outros jogadores em La Fusão. Solitário que La Fusão parece nunca conseguir seu papel. Uma demonstração disso é o peculiar Tebas certificar porquê o órgão está defasado quanto se trata da pugna contra a discriminação racial:

– O principal é certificar que um tanto nunca estava ocorrendo apoiado. A combalir daí começamos repercutir várias frentes, e uma típica foi a informação, a campanha contra o racismo nos estádios e na televisão. Tem que haver ação, sabemos que ainda nunca é o suficiente. Em semanas teremos mais pessoas condenadas por insultos racistas nos estádios.

Ao identificar que o racismo segue sendo uma verdade no futebol ibero (e mundial), o presidente de La Fusão retém punições mais severas para aqueles que forem identificados porquê autores dos insultos. Javier Tebas igualmente exaltou a tecnologia utilizada pela competição para apontar as pessoas que cometem atos preconceituosos nos estádios. Entrementes, solitário isso nunca é suficiente:

– Temos que ser mais duros nas condenações e actualmente contamos com a tecnologia para rápida identificação aos que cometem atos racistas. Redobramos a ação e nunca vamos sobrestar até que se termine. Sabemos que é único túnel que ainda nunca vemos o final, porém temos que trabucar para único dia romper ao final



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *