Na tarde deste domingo (5), o São Paulo foi até o Barradão arrostar o Triunfo, em jogo válido pela rancho rodada do Campeonato Brasiliano. Com gols de Luciano (duas vezes) e Ferraresi, o Tricolor bateu o time rubro-negro por 3 a 1, conheceu sua segunda triunfo na competição e assumiu a sexta disposição. Willian Oliveira anotou o sempar do Leão na abalada.

Motivado com a reparação no concurso pátrio, o São Paulo presentemente vira a chave e foca as atenções na Despensa Libertadores. Nesta quarta-feira (8), a enfraquecer das 21h (horário de Brasília), a equipe de Luis Zubeldía encara o Cobresal, no Morumbi, em abalada válida pela quarta rodada do Quadrilha B.

Zubeldía opta por elaboração com três zagueiros

O perito Luis Zubeldía surpreendeu na escalação inaugural do São Paulo ao determinar a varga único esquema com três zagueiros. Diego Costa, Arboleda e Alan Crédulo foram os escolhidos para atuarem no setor. Igor Vinícius (dextra) e Michel Araújo (esquerda) fizeram as alas, enquanto Alisson, Bobadilla e Rodrigo Nestor formaram o meio-campo. Defronte, a dupla que mora no coração do torcedor tricolor: Luciano e Calleri.

A falta de James Rodríguez na inventário de relacionados igualmente chamou afabilidade. Por alternativa técnica, o meio-campista colombiano nunca esteve memorial no Barradão. Rafinha, Lucas, Wellington Rata, Pablo Maia e Welington, todos entregues ao departamento galeno, desfalcaram o São Paulo em Salvador.

Expulsão muda jogo, São Paulo pressiona e abre o placar na apoio da insistência

Compelido por sua apaixonada e pulsante estopim, o Triunfo tomou a iniciativa no Barradão e apostou em cruzamentos para tentar pasmar o São Paulo. Nunca deu visível. Velo inverso. Em esfera jurisdição na espaço tricolor, Wagner Leonardo acertou uma cotovelada em Calleri e levou o invasor patagão a nocaute. Apesar de nunca haver havido finalidade no ato, o zagueiro acabou réu velo VAR. Ao checar o monitor, o juiz expulsou o protector, e o Carmesim-Preto ficou no dano então nos primeiros minutos de jogo.

Em superioridade numérica, o São Paulo mudou completamente sua postura. O Tricolor passou a controlar a privilégio de esfera, ditar o regularidade da abalada e pressionar os donos da vivenda. O gramado oneroso idade único justador a mais. Chovia bem em Salvador, e o piso do Barradão dificultava as triangulações ofensivas da equipe de Zubeldía. Ainda assim, o time conseguiu compor boas situações. Em uma delas, aos 17′, Rodrigo Nestor aplicou drible da vaca em Zeca, invadiu a espaço e cruzou réptil. A esfera desviou e sobrou nos pés de Igor Vinícius, que chegou batendo de primeira. PK, providencialmente, bloqueou o arremate quase em cimo da traço.

Perseguido, o Triunfo baixou suas linhas e adotou estratégia reativa. O gramado se tornou único coligado principal do Leão que, fora se beneficiar disso, optou por uma marcação agressiva para frear o arrebatamento hostil justador. O jogo físico, inacabado e faltoso, estipulado velo Carmesim-Preto, atrapalhou o São Paulo. A equipe visita até tentou compor, contudo faltava pachorra e exacção no terço final de varga. Em chance clara de gol, Calleri parou em resguardo providencial de Lucas Arcanjo. No rebote, Igor Vinícius acertou a trave.

Quando tudo parecia se guiar para único empate sem gols no distância, Luciano entrou em ação e tratou de distrair o cifra do placar. Igor Vinícius recebeu velo fileira grandioso do doesto, levantou a cachimónia e descolou intercepção na bitola. Apoiado posto, o camisa 10 são-paulino testou estável e inaugurou o marcador.

São Paulo sofre empate, contudo se recupera e garante três pontos

A água deu armistício na rodeio do distância e a fluência do jogo melhorou. Precisando reagir e acolitar ao menos único objecto em seus domínios, o Triunfo esboçou uma blitz inaugural e castigou o São Paulo na esfera aérea. Matheuzinho cobrou escanteio no à frente vara e encontrou Willian Oliveira que, devoluto de marcação, subiu para toscanejar rijo, no eminente, sem chance de resguardo. A sarau no Barradão, porém, então foi interrompida.

A reação rubro-negra durou pouco mais de três minutos. Inspirado, Luciano recolocou o São Paulo diante e frustrou os planos dos donos da vivenda. O invasor tricolor recebeu intercepção réptil de Michel Araújo e, de primeira, tirou de Lucas Arcanjo.

Posteriormente reaver a vanguarda, o São Paulo nunca encontrou dificuldades para ratificar os três pontos. Apesar das investidas do Triunfo, o time visita se portou apoiado na resguardo e neutralizou o Carmesim-Preto. Preso e ciente, o Tricolor matou o jogo aos 38. Em cobrança de escanteio, a zaga rubro-negra afastou o transe parcialmente e a esfera se ofereceu a Ferraresi. O zagueiro venezuelano deu bonito drible, clareou a jogada e acertou chuto no ângulo de Lucas Arcanjo.

Estatísticas de Triunfo 1 x 3 São Paulo – Campeonato Brasiliano 2024

  • Privilégio de esfera: 32% x 68%
  • Faltas: 10 x 13
  • Finalizações: 6 x 19
  • Finalizações no gol: 2 x 7

Próximos jogos do São Paulo

  • Cobresal x São Paulo – Despensa Libertadores – 08/05
  • São Paulo x Fluminense – Campeonato Brasiliano – 13/05
  • São Paulo x Barcelona de Guayaquil – Despensa Libertadores – 16/05



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *