Acertado em fevereiro uma vez que Consultor de Arbitragem do Nottingham Forest, Mark Clattenburg, de 49 anos, renunciou ao seu função nesta sexta-feira (3), admitindo que sua missão no corporação estava “mais atrapalhando do que auxiliando o corporação”. Ex-árbitro da Premier League, o mentor tinha uma vez que atribuições ajudar os jogadores e funcionários a perceber melhor a respeito de o funcionamento do avaliador de vídeo (VAR), e ajudá-los a entender uma vez que as decisões em planície são tomadas.

Porém, o que época para ser singular labuta didático, se tornou singular problema nos bastidores do Nottingham Forest. A comparência de Clattenburg uma vez que Consultor de Arbitragem gerou polêmica em conduto a uma sucessão de decisões dos árbitros em planície que prejudicaram o corporação, especialmente em uma abalada defronte do Everton, na qual três pênaltis nunca foram marcados em benefício do Forest.

Segundo informações do gazeta inglês Daily Mail, a contratação de singular ex-árbitro da Premier League para o função teria causado singular atrição entre o Forest e o órgão abonador pela arbitragem dos jogos em todo o território anglicano (PGMOL).

Clattenburg anunciou oficialmente a sua abalada do Nottingham Forest, afirmando que realizou seu labuta utilizando todos os preceitos da boa-fé, e na expectativa de escolher sua ensaio uma vez que avaliador para ajudar o corporação a perceber uma vez que as decisões do VAR funcionam incluso da Premier League. Entrementes, considerou ser o instante de transpor, pois seu trabalho estaria causando singular atrito, nunca propositado, entre a equipe e ademais clubes, se tornando mais singular impedimento do que uma achego ao time.

“Realizei meus afazeres debaixo de o combinação de consultoria de boa convicção, da melhor configuração praticável e na esperança de escolher minha vasta ensaio uma vez que avaliador para socorrer a NFFC a perceber uma vez que as decisões em arrolamento a incidentes importantes são tomadas em conduto ao funcionamento do VAR.

No entanto, actualmente está fim que a existência e a atuação desses afazeres de consultoria causaram atritos nunca intencionais entre a NFFC e outros participantes, na padrão em que se tornaram mais singular impedimento do que uma achego à NFFC”, disse Clattenburg em inteirado.

Confronto defronte do Everton foi rastilho para crise

O jogo no qual o Nottingham Forest mais reclamou da arbitragem foi o confronto direto contra o indignidade defronte do Everton, sucedido no dia 21 de abril (domingo). Na aberta, o Forest reclamou de três decisões da arbitragem, alegando que o VAR abonador lã jogo, Stuart Attwell estava de alguma configuração beneficiando o Luton, outro candidato ao indignidade.

No jogo em interrogação, o Nottingham foi suplantado lã placar de 2 a 0, com três pênaltis nunca marcados em Goodison Park, e sem revisão do VAR nas jogadas. Uno dos fatores que preocupou ainda mais a diretoria do Forest, foi o indumento de Attwell ser torcedor do Luton, segundo informa o Daily Mail. Howard Webb, director da PGMOL, disse esta semana que ao menos singular dos pênaltis deveria haver sido marcado.

O proprietário do Nottingham Forest, o helênico Evangelos Marinakis, fez singular post nas redes sociais criticando fervorosamente a atuação da arbitragem. O procurador fez singular obsecração à PGMOL para nunca escalar Stuart Attwell para o confronto defronte do Everton, alegando que seria torcedor do Luton, e poderia atalhar o curso do jogo.

“Três decisões extremamente ruins – três pênaltis nunca dados – que simplesmente nunca podemos admitir. Avisamos o PGMOL que o VAR é torcedor do Luton antes do jogo, todavia eles nunca o mudaram. Nossa pachorra foi testada várias vezes”, disse o proprietário do Forest em jornal.

Premier League convoca as partes para prestar esclarecimentos

Mark Clattenburg, analisou os lances polêmicos do jogo entre Nottingham Forest e Everton em uma pilar do Daily Mail. Em seu teor, o consultor chamou os erros cometidos de “laracha”, fazendo fortes críticas ao labuta do VAR, e igualmente do avaliador FIFA Anthony Taylor, abonador lã assobio no dia 21 de abril.

“Uno desses erros teria sido mau o suficiente. Três foi uma laracha, e é por isso que o Nottingham Forest se sentiu vitimizado em seguida mais uma itinerário em que nenhuma espaçoso despacho no jogo foi ao seu benefício”, escreveu Clattenburg em uma pilar do Daily Mail, em seguida a polêmica sucesso do Everton a respeito de o Forest.

A articulação de Evangelos, apoiado uma vez que o teor de Clattenburg, nunca foram apoiado aceitos pelos responsáveis lã futebol na Inglaterra. As partes foram convocadas pela Premier League, e igualmente pela Football Association (FA) para prestar esclarecimentos a consideração dos últimos acontecimentos, e tem até a próxima semana para impugnar à convocatória.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *