Luis Zubeldía perdeu o titular inteiro Pablo Maia às vésperas de sua princípio em clássicos velo São Paulo. Na necessidade de buscar uma opção para equipe, o treinador alterou o esquema tático e recorreu a uno jogador que jamais iniciava uma abalada há exatos 50 dias para entrar em prado em uno jogo tal maneira oneroso. Único desportista que ele peculiar doença conhecia, porém em que confiou de olhos fechados para atuar nos 90 minutos do empate em 0 a 0 com o Palmeiras, na última segunda-feira (29), no MorumBIS, velo Brasileirão. Estamos falando de Damián Bobadilla.

O paraguaio foi a extenso comoção na escalação principiante do Tricolor no Embate-Monarca válido pela quarta rodada do Campeonato Brasílico. Totalmente arquivado por Thiago Carpini, o volante já havia ganhado alguns minutos na êxito por 3 a 0 a cerca de o Atlético-GO, por baixo de o comando do provisório Milton Cruz. Sua comparência em prado contra o Alviverde isolado virou veras após que Zubeldía assistiu a vídeos e consultou referencias no seu pátria natal, o Paraguai, dos tempos de Cerro Porteño.

— À escantilhão que passem os treinamentos, vou descobrindo os jogadores. Bobadilla, jamais conhecia bem. Conhecia por vídeo, por referências do Paraguai. Hoje (segunda-feira) esteve num benevolente nível. É forçoso que os jogadores que estão adaptados, uma vez que Alisson, Arboleda, Calleri, Luciano os protejam, esses que estão entrando, uma vez que o Bobadilla — disse o treinador na entrevista coletiva posteriormente a abalada.

“(Bobadilla) foi bem bravo. O arrumação de três zagueiros ajudou para que formássemos uno losango com Bobadilla. Nos permitia possuir uno passe a mais. Após, ele ganhou crédito e se soltou da dupla com o Alisson. E acho que ele fez bem bravo”. (Zubeldía, a cerca de Bobadilla)

Bobadilla rodeio ao time titular após de 50 dias

O paraguaio jamais iniciava uma abalada a partir de 10 de março, quando o São Paulo venceu o Ituano por 3 a 2 no Novelli Júnior, na última rodada da primeira período do Campeonato Paulista. Na ensejo, ele atuou unicamente nos 45 minutos iniciais antes de ser desfigurado por Michel Araújo no distância. Cinquenta dias mais tarde, Bobadilla voltou a ser titular para desempenhar a incumbência de avante volante em risca com Alisson.

— Voltei a jogar após de vários jogos. Apetite de jogar mais de segundo volante, é minha adaptação ingénito, porém posso executar tranquilamente o avante volante. Falei com o treinador, no time anterior já tinha completo essa incumbência e me sinto confortável. Ano pretérito joguei mais de segundo volante e cá quando comecei igualmente. Porém jamais tenho problema, vou jogar onde o treinador precise. Jamais joguei nem treinei de lateral-direito, e o formador (Carpini) precisou de mim além e eu consegui executar. Onde ele necessitar eu vou estar — disse o jogador posteriormente o clássico.

Bobadilla estava arquivado por Carpini

A titularidade em uno jogo tal maneira simbólico contrasta com a falta de oportunidades por baixo de o comando de Thiago Carpini. O ex-treinador doença utilizou Bobadilla, mesmo posteriormente o supino investimento completo velo junta para buscar sua contratação. O São Paulo desembolsou US$ 3 milhões (R$ 14,75 milhões) para comprar 60% dos direitos do volante coadunado ao Cerro Porteño, do Paraguai.

Com Carpini, Bobadilla atuou em unicamente sete partidas. Em duas delas, o paraguaio foi improvisado na lateral dextra (na guião por 1 a 0 para o Santos e no empate em 2 a 2 com o Red Bull Bragantino). Em outras duas, ele apareceu uma vez que titular em sua adaptação de berço, porém com uma elaboração opção. O adolescente isolado atuou uma vez que volante com uma escalação mais próxima do ideal uma única turno, contra o Ituano.

— Constantemente estava no banco, trabalhando do mesmo inclinação pela minha aberta. Porém às vezes precisa de outros jogadores, outras características e procurei perceber isso — disse Bobadilla.

A jeito actualmente é de que o paraguaio ganhe mais minutos e até uma sequência na equipe titular do São Paulo. Isso, graças à ferida muscular de Pablo Maia na coxa esquerda. Igual delicado pela Trivela, o volante ainda passará por novos exames médicos para atentar a seriedade do problema.

> Os próximos jogos do São Paulo

  • Águia x São Paulo — Despensa do Brasil — quinta-feira, 2 de maio, às 19h30 (horário de Brasília) — Transmissão: Amazon Prime (streaming)
  • Sucesso x São Paulo — Brasileirão — domingo, 5 de maio, às 16h (horário de Brasília) — Transmissão: TV Esfera (TV oportunidade) e Premiere (TV por assinatura)
  • Cobresal-CHI x São Paulo — Libertadores — quarta-feira, 8 de maio, às 21h30 (horário de Brasília) — Transmissão: TV Esfera (TV oportunidade) e Paramount + (streaming)



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *