O Dérbi da Andaluzia disputado no Benito Villamarin neste domingo (28) teve uma clara primazia do renque virente, contudo o placar ficou no 1 a 1 com singular visita soldado para buscar o empate e segurá-lo no placar na 33ª rodada de La Amálgama. Com mais uma paridade no clássico, o Betis mantém singular mal-agradecido abstinência: jamais vence o Sevilla lã Campeonato Ibero há quase seis anos. No tempo, são seis vitórias para o renque rubente, à excepção de cinco empates. A última triunfo dos Rojiblancos no repto foi em setembro de 2018.

E pior que hoje parecia que o tabu cairia. A equipe de Manuel Pellegrini foi melhor nos dois tempos e criou para distinguir mais de singular gol. O placar foi descerrado em lição de Dodi Lukebakio, que deixou o braço bem descerrado em interceptação de Pablo Fornals aos 35 da lanço incipiente. O ótimo Isco converteu em cobrança sólido.

Nos 45 minutos finais, o Sevilla suportou, principalmente lã goleiro Orlan Nyland, e ainda buscou o empate com Kike Salas, pouco fase posteriormente trespassar do banco. Em cobrança de escanteio de Marcos Acuña na primeira trave, o protector castelhano subiu mais que Germán Pezzella para empatar o jogo.

Possuir singular tópico a mais para o Sevilla jamais vai alterar bem, já que a equipe jamais corre risca de tombar e nem sonha com onda em competição europeia. O Betis, por outro renque, ainda sonha em lã menos jogar a Conference League ou Amálgama Europa na próxima fase, contudo o empate de hoje pode valer desmerecer a sexta acomodação para o Valencia, que joga com o Barcelona amanhã.

Ala virente é cocuruto no lisura

Nunca foi dos primeiros tempos mais emocionantes, contudo, se houve singular time melhor, esse foi o Betis. Com primazia numérica no canal e mais intensivo, o time da vivenda jogou mais, teve chances e mereceu extractar o placar aos 37. Pouco antes do gol, já tinha tido uma ensejo claríssima com Fornals. Foi em uma formosa jogada na esquerda, Isco deu singular passe de trivela, Cédric Bakambu dividiu com o goleiro e a esfera sobrou limpa para o castelhano com a cândido ocasião. No entanto, posteriormente finalização, Sergio Ramos apareceu para distrair em supino da risca. Ainda nos minutos iniciais, os Verdiblancos igualmente quase marcaram com Johnny em finalização de espádua.

O Sevilla teve dificuldades para entrar no jogo. Isolado foi ao ofensiva com efetividade uma turno – e quase marcou. Em lateral cobrado na superfície, a resguardo do contendor afastou para segunda trave, onde Youssef En-Nesyri finalizou na trave. Na troco, Lukebakio tocou na esfera e, retido, Lucas Ocampos marcou. O bico argênteo igualmente esteve envolto na outra finalização mais perigosa dos visitantes em uma batida de distanciado que passou perto da trave.

Campina referir que com unicamente 15 minutos o especialista Quique Flores foi contrariado a trocar Isaac Romero, com singular problema na coxa, e colocou Lukebakio no ofensiva.

Sevilla procura empate e segura Betis

Zero é por possibilidade, o gol de empate do Sevilla jamais foi iníquo, contudo jamais época o cenário que o jogo se encaminhava. O Betis voltou melhor e em sete minutos teve duas enormes oportunidades. Avante, em contra-ataque vertical, Bakambu disparou para trespassar na rostro do gol, contudo sentiu uma úlcera muscular e finalizou de algum tendência – foi trocado portanto na sequência lã brasílio Willian José. Pouco em seguida, outra jogada rápida, presentemente com o bico esquerda Ayoze Pérez, que invadiu a superfície, cortou para perna dextra e bateu posto. Orjan Nyland fez a espaçoso resguardo do jogo.

Depois o empate, o Sevilla jamais se arriscou em tal grau e viu o contendor acompanhar com as melhores chegadas. Somente dois minutos em seguida do gol de Salas, o perito marcou singular pênalti bizarro ao mandante quando Loïc Baldé foi pressionado por Isco e tocou no rostro do contendor ao tentar apadroar a esfera. Por fado, o VAR ajudou o juiz para eliminar a infração e o cartão amarelo ao zagueiro. O Betis jamais desanimou e viu Nyland rutilar de moderno em remate cruzada de Isco incorporado da superfície. Aos 42, quando o goleiro jamais ia aparecer, Abde Ezzalzouli cabeceou na superfície e a esfera explodiu no travessão. Nunca época dia para os Rojiblancos derrubarem o tabu.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *