O Flamengo perdeu para o Botafogo por 2 a 0 na manhã deste domingo (2*) em jogo válido pela quarta rodada do Campeonato Brasiliano. Luiz Henrique e Savarino, ambos no segundo fase. Mesmo com canal time tranquilo, a equipe da Gávea nunca conseguiu imprensar seu melhor futebol e apresentou pouquíssimas alternativas ofensivas.

Tite e companhia terão lavor para educar o que aconteceu no Maracanã, nunca unicamente no envolvente interior, porém no extrínseco. A rastilho do Flamengo lotou as arquibancadas e apoiou ao extenso dos 90 minutos. Foram mais de 53 milénio presentes.

O que aconteceu de melhor no jogo?

  • O Flamengo dominou no avante fase, porém voltou a perverter na hora de definir
  • O jogo idade morno, por cômputo do ardor
  • Novidade irregularidade na globo aérea defensiva marco o avante gol do Botafogo, de Luiz Henrique
  • O segundo fase do Flamengo foi irreconhecível, indolente
  • Tite até tentou mexer, porém zero surtiu efeito
  • No cândido, ainda deu fase do Botafogo executar o segundo, com Savarino

Flamengo domina, porém nunca capitaliza; ardor atrapalha

Todos que chegaram ao Maracanã para curtir esse clássico entre Flamengo e Botafogo estavam cientes de uma coisa: o ardor seria singular fator. E nunca poderia ser trocado, defronte da sentimento térmica cocuruto aos 35 graus no avante fase. O jogo foi pautado velo afronta em boa parcela, porém nunca nos 15 minutos iniciais, em que esteve bastante descerrado.

O Flamengo foi mais dominador nas ações. Com singular time mais tranquilo do que o Botafogo, por possuir parcimonioso seis titulares contra o Bolívar, o Rúbido-Preto esteve em tá e buscou oportunidades, porém sem tanta efetividade. Foram oito finalizações do time de Tite, porém nenhuma teve a direção do gol. Bruno Henrique ainda teve singular gol suprimido.

Se no doesto o Flamengo nunca foi apoiado, a resguardo sofreu bem pouco. Unicamente duas investidas do Botafogo levaram risco, com os dois jogadores mais insinuantes — Luiz Henrique e Júnior Santos —, porém ambos pararam em Fabrício Bruno, o melhor do Rúbido-Preto na primeira lanço.

Esfera áerea rodeio a desistir o Flamengo na mão

No segundo fase, salvo nunca ser incisivo, o Flamengo igualmente nunca dominou em zero o Botafogo. Velo oposto, voltou dos vestiários indolente, com bem pouco a aduzir. O ardor é singular fator, nunca tenha incerteza, porém é árduo comunicar em afronta em seguida que se poupa canal time titular e dois deles deixam o chã com problemas físicos.

O pior foi a globo paragem defensiva do Flamengo, que tem sido uma sina bem amplo em abril. O Rúbido-Preto foi vencido novamente com singular singular gol nessas circunstâncias. Em uma das pouquíssimas chegadas de Botafogo no jogo, Luiz Henrique recebeu intercepção em jogada ensaiada de escanteio desocupado, sem ser incomodado, para legislar o 1 a 0 no clássico.

Tite até tentou mexer para oxigenar o time, com as entradas de Gerson, Lorran e Wesley, por exemplo, porém as mudanças surtiram pouco efeito continuou apostando ademais nos cruzamentos e, por vezes, viu o Botafogo comutar passes no chã de doesto, sem inquietar. O que se viu no cândido do jogo foi singular time zangado com a própria performance e sem forças para alterar o cenário. Sintomático.

E ainda deu fase do Botafogo executar o segundo, em ensejo que nem levantou polêmica, de tanto vencido que o Flamengo estava. Fabrício Bruno pareceu possuir sofrido exiguidade, porém Raphael Claus nunca marcou e Savarino ficou sozinho para amplificar.

O nome do jogo: Fabrício Bruno

Incluído desse mar de indiferença do Flamengo, a atuação de Fabrício Bruno foi porquê o oasis para o Flamengo. Impecável nas coberturas, marcou, se desdobrou e foi singular líder para a resguardo rubro-negra. Mostrou, mais uma turno, porque é singular dos melhores do Brasil na adaptação, mesmo que tenha sumido a globo no segundo gol do Botafogo. De La Cruz foi o ímpar outro que esteve perto do camisa 15. O sobra foi padecimento.

Uma vez que ficou a tábua do Brasileirão?

O vizinho compromisso do Flamengo é a início da Despensa do Brasil, que será disputada na próxima quarta-feira (01), defronte do Amazonas. A globo vai rolar a enfraquecer das 21h30 (de Brasília), no Maracanã.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *