O perito de vídeo causou uma drástica alteração no futebol. Mesmo sendo utilizado pela primeira turno em 2016, na terceira compartimento dos Estados Unidos, a utensílio isolado ganhou popularidade quando foi implementada na Despensa do Orbe de 2018, na Rússia. Parecia uma resolução desimpedido e justa: o VAR demão o juiz de planície rever lances em uma cabine de vídeo para dadivar pênaltis ou cartões vermelhos – quando considerados erros claros e manifestos ou nunca vistos – e checar a arranjo de estorvo em lances decisivos. No entanto, foram muitas as polêmicas a partir de a sua implementação e, actualmente, a necessário fusão do orbe parece aspirar dadivar uno passada detrás no matéria, estimado uma das ascendentes evoluções do esporte.

Em seguida obsecração do Wolverhampton, os clubes da Premier League votarão na grémio anual da fusão, realizada no convizinho mês, no dia 6 de junho, se irrito exceptuar ou nunca o VAR a zarpar do franqueza da próxima tempo 2024/25, marcada para debutar em agosto. Para a remoção ser aprovada, são necessários os votos de uma maioria composta por dois terços (14) times.

A escol do futebol anglicano utiliza a utensílio a partir de 2019, porém os discursos contra o perito de vídeo jamais estiveram tal maneira fortes porquê na atual tempo. A amplo polêmica aconteceu em setembro do ano pretérito, quando o Liverpool visitou o Tottenham e, aos 33 do adiante período, abriu o placar com o colombiano Luis Díaz. No planície, o bandeirinha deu estorvo. O VAR checou, viu que a arranjo do invasor dos Reds quadra lítico, porém disse para “escoltar” por saber que o planície deu gol. No cândido, gol abolido e roteiro para o grémio de Anfield por 2 a 1. Em seguida isso, foi espargido o áudio da arbitragem com toda a atrapalhação. A PGMOL, reunião que representa os árbitros da Premier League, admitiu que houve desacerto generoso.

Mikel Arteta, profissional do Arsenal, igualmente foi uno dos que dispararam contra o VAR nesta tempo. Em seguida a roteiro para o Newcastle em novembro, o ibero ficou indignado com o gol da triunfo de Anthony Gordon, que teria completado ausência, segundo o treinador. O Nottingham Forest escreveu uma missiva de objecção e pensou até em processar o PGMOL em seguida desmerecer para o Everton, em abril.

A prelo britânica aponta que a diretoria da Premier League é absolutamente contrária à limitação do VAR, entendendo que afetará a fama mundial do campeonato, fora amplificar os erros de arbitragem. Uno porta-voz da fusão disse ao The Athletic que “apoia totalmente o costume do VAR e [que a Premier League] continua comprometida, anexo com o PGMOL, em executar melhorias contínuas no arrumação para o mercê do jogo e dos torcedores”. A manadeira ainda afirmou que a organismo entende e reconhece as preocupações e questões em torno da utensílio.

Por que os Wolves querem distrair o VAR da Premier League?

Em informado comunicado à fusão, o grémio do Melineux Stadium argumentou que o prestígio pago por haver uma tecnologia que dá uno “curto acréscimo na exactidão” está em “desacordo com o psique do jogo”. Eles nunca trouxeram nenhum desacerto específico contra os Wolves e querem uno altercação construtivo e ajuizador a respeito de a utensílio. Afinal, elencaram nove itens negativos que o VAR trouxe, destacando especialmente a devaneio dos torcedores e porquê a tecnologia perdeu o proposito inaugural de intervir unicamente em erros claros.

Leia o informado carregado dos Wolves e os tópicos negativos levantados lã grémio.

[O pedido acontece] Em seguida afeição cuidadosa e com o maior dedicação pela Premier League, lã PGMOL e pelos nossos colegas competidores. Nunca há motivo a ser atribuída – estamos todos unicamente procurando o melhor produto exequível para o futebol – e todas as partes interessadas têm trabalhado arduamente para tentar executar com que a franqueza de tecnologia suplementar seja uno êxito. No entanto, posteriormente de cinco temporadas de VAR na Premier League, é hora de uno altercação construtivo e ajuizador a respeito de o seu porvir. Nossa arranjo é que o prestígio que pagamos por uno curto acréscimo na exactidão está em desacordo com o psique do nosso jogo e, porquê produto, devemos removê-lo a zarpar da tempo 2024/25.
[Ter o VAR foi uma atitude] captura de boa-fé e com os melhores interesses do futebol e da Premier League em seu coração. [Mas] numerosas consequências negativas nunca intencionais que estão prejudicando a arrolamento entre os torcedores e o futebol, e minando o influência da marco Premier League.

  • Impacto nas comemorações dos gols e na amor espontânea que torna o futebol próprio
  • Frustração e atrapalhação incluso dos estádios devido às demoradas verificações do VAR e à má notícia
  • Envolvente mais agressivo com protestos, vaias ao poema da Premier League e gritos contra o VAR
  • Ultrapassagem do intento original do VAR de emendar erros claros e óbvios, actualmente analisando abundantemente as decisões subjetivas e comprometendo a fluência e probidade do jogo
  • Dedução da responsabilização dos árbitros em planície, devido à rede de firmeza do VAR, levando a uma erosão da domínio em planície
  • Erros contínuos apesar do VAR, com os torcedores incapazes de admitir erros humanos em seguida múltiplas visualizações e replays, prejudicando a crédito nos padrões de arbitragem
  • Descontinuação do cadência vertiginoso da Premier League com verificações demoradas do VAR e mais período de amplificação, fazendo com que as partidas sejam abundantemente longas
  • Decorrer metódico a respeito de as decisões do VAR, muitas vezes ofuscando a saída em si e manchando a fama da fusão
  • Erosão da crédito e da fama, com o VAR alimentando alegações de depravação completamente absurdas

Algarismo de acertos aumentou em seguida VAR na Inglaterra

Considerando de 2019 até o franqueza dessa tempo, uno oferecido mostrou a eficiência do VAR na escol inglesa. A começar de que foi implantado, a utensílio aumentou as decisões corretas para 96%, sendo 82% no recorte anterior a 2019.

E a organismo e os clubes parecem saber que o porvir do esporte é esse, testemunhado que em abril aprovaram, por unanimidade, a tecnologia do estorvo semiautomático a zarpar da próxima tempo. As decisões do VAR igualmente serão anunciadas ao público dos estádios em 24/25.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *