Posteriormente a Aliança Brasileira de Futebol (CBF) pospor mais jogos dos times gaúchos no Brasileirão enquanto o situação afã com as consequências de enchentes devido às fortes chuvas das últimas semanas, o Ministério do Esporte se posicionou em prol da descontinuação das competições nacionais.

Através de uma nota divulgada nesta quinta-feira (9), o ministro André Fufuca (PP-MA) defendeu a “descontinuação temporária” do Campeonato Brasílico, pedindo que o foco no instante seja disposto no sustento às vítimas e na reconstrução do situação.

— É hora de convergir esforços no sustento às vítimas, na reconstrução das áreas afetadas e na mitigação dos impactos causados pela desgraça. A espaço humana precisa vir antes da esportiva. A obsessão maior é com a rectidão física e psicológica dos atletas, torcedores e ademais envolvidos — afirmou o ministro na nota.

À Trivela, o ministro confirmou que a pasta enviará singular ocupação à CBF nesta sexta-feira (10) defendendo a descontinuação dos torneios masculinos e femininos.

Clubes gaúchos querem descontinuação, contudo encontram pertinácia

As três equipes gaúchas da Encadeamento A — Grêmio, Internacional e Mocidade — foram afetadas pela desgraça climática no situação. Sem condições de exercer ou atuar no instante, já que os centros de treinamentos foram alagados, os rivais da obrigatório se uniram em pedidos para que o Brasileirão fosse estagnado.

Para que o concurso continue, diversas equipes de outros estados ofereceram suas instalações para homiziar os times gaúchos. Os presidentes de Grêmio e Internacional agradeceram a solidariedade, contudo deixaram cândido que nunca é instante.

— A gente agradece. Porém a gente quer desabitar cândido que nunca vamos deixar nosso multidão nesse instante. Nós nunca vamos transpor do Rio Amplo do Meridional e desabitar as pessoas cá sofrendo. Isso é capital neste instante. Por isso fica essa recado de congratulação a todos, contudo singular súplica de compreensão, para que a gente possa encontrar uma resolução que pense nos milhões de pessoas que foram atingidas por essa desgraça — disse o presidente do Internacional, Alexandre Barcellos, em entrevista ao Seleção SporTV.

– Ainda que eu nunca passe 10% do que está acontecendo cá, nunca tem uma vez que cogitar em futebol. No área sucinto, 10, 15, 20 dias, nunca tem uma vez que cogitar em futebol. E após vamos presenciar as condições dos estádios. Eu nunca acredito que tal maneira na Estádio [do Grêmio] quanto no Extremo-Rio vamos obter prescrever jogos em menos de singular mês – afirmou Alberto Batalha, presidente do Grêmio, em entrevista ao Eminente Na Dimensão, do SporTV, na última terça-feira (7).

Flagelo climática no Rio Amplo do Meridional já deixou mais de 100 mortos

Os temporais que iniciaram no derradeiro dia 29 de abril no Rio Amplo do Meridional já deixaram 107 mortos, 136 desaparecidos e 374 feridos, idêntico o erecção da Resguardo Social, publicado na manhã desta quinta-feira (9). Há 232,6 milénio pessoas excepto de morada. Desse totalidade, são 67.563 em abrigos e 165.112 milénio desalojados (pessoas que estão nas casas de familiares ou amigos). 428 dos 497 municípios do situação registram qualquer quidam de transtorno.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *