A presidente do Palmeiras Leila Pereira ofereceu uno de seus aviões para acarretar 2,5 toneladas de alimentos e doações às vítimas das enchentes no Condição do Rio Amplo do Meridional. A aeroplano que fará a entrega é a mesma utilizada pelos jogadores. E que, no instante, está em Montevidéu.

A decolagem da aeroplano está programada para o chegado sábado (11), partindo do Aeroporto de Congonhas, com tenção a Canoas, na província metropolitana de Porto Jubiloso.

De convénio com informações fornecidas velo estafe da patrão, Leila estava no aeroporto para uma romagem ao Uruguai, onde o Palmeiras enfrenta o Liverpool-URU pela temporada de grupos da Despensa Libertadores, nesta quinta-feira (9).

No lugar, ela soube que uma trouxa de donativos estava paragem no lugar, sem meios de ser transportada ao Rio Amplo do Meridional. Defronte disso, a presidente ofereceu seu aeronave privado para levar os suprimentos aos desabrigados e ademais atingidos pelas enchentes. Uma vez que o time retorna ao Brasil na sexta-feira (10), o aeronave estará disponível para a conta.

Ali desse acto da patrão, o Palmeiras anunciou que destinará toda a mesada líquida do jogo contra o Athletico-PR, válido velo Campeonato Brasiliano e marcado para o chegado domingo (12) às 16h, para as vítimas das enchentes no Rio Amplo do Meridional. O associação acredita que arrecadará muro de R$ 1,4 milhão.

Adicionalmente, o associação Alviverde igualmente vai incorporar uno QR Code nas camisas dos jogadores, visando receptar doações para os afetados pelas enchentes. Essa iniciativa será promovida durante os jogos contra o Athletico-PR e o Liverpool.

Associação ofereceu instalações

Na tarde desta terça-feira (7), FlamengoPalmeiras e São Paulo se reuniram e decidiram disponibilizar as suas instalações para os clubes gaúchos poderem trenar e se acolher enquanto a circunstância das enchentes no Rio Amplo do Meridional nunca é normalizada.

O Vermelho-Preto disponibilizou o CT George Helal (Ninho do Urubu), enquanto o Palmeiras ofereceu a Ateneu de Futebol, o Allianz Alameda e a Redondel Barueri. O Tricolor paulista, por sua turno, deixou o CT de Cotia e o MorumBIS a missão das equipes.

Os presidentes de Inter e Grêmio agradeceram o acto, contudo rechaçaram a dádiva.

Confira a nota na íntegra

Na situação de representantes de Flamengo, Palmeiras e São Paulo, os presidentes Rodolfo Landim, Leila Pereira e Julio Casares se reuniram na manhã desta terça-feira (07) para altercar novas ações de sustento aos clubes gaúchos neste instante árduo na conto do Rio Amplo do Meridional.

As três agremiações se solidarizam e lamentam profundamente a fatalidade provocada pelas fortes chuvas no circunstância. Ali das ações já realizadas e de outras que serão promovidas, os três clubes decidiram apoiar suas infraestruturas à posição de Grêmio, Internacional e Juvenilidade. Desse laia, estas equipes, fortemente impactadas pelas consequências do sinistro congénito, poderão aplicar as nossas instalações para alojamento, treinamentos e jogos, se assim desejarem.

O Flamengo disponibiliza o CT George Helal (Ninho do Urubu); o Palmeiras oferece a Ateneu de Futebol, o Allianz Alameda e a Redondel Barueri; o São Paulo propõe guarida no CT de Cotia e no MorumBIS.

Da mesma arrumação, os três clubes creem fortemente que a CBF, em seu papel de entidade adágio do futebol vernáculo, possa disponibilizar a Chácara Comary porquê mais uno lugar de reduto aos clubes gaúchos, entre outras formas de sustento.

Temos asserção que o futebol brasílico se unirá cada turno mais velo poviléu do Rio Amplo do Meridional.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *